Românticas

A seguir, poesias e letras de musica de João Rrodrigues todas registradas na Fundação Biblioteca Nacional

Certificado
Certificado

Meus dois amores

 

Evidentemente nunca tive dificuldades em expressar meus sentimentos. Nem mesmo em situações de antagônicas adversidades como atualmente vivo, sinto o menor embaraço.

Eu tenho, pois, um grande amor, desses amores do passado que surge na infância e com o passar dos tempos só aumenta... Do tipo, a distância não mata nem maltrata; pelo contrario, fortalece. E a cada momento trás uma saudade, uma doce alegria de recordar.

É muito grande esse amor. E mesmo quando um novo amor surgiu, ele não submergiu, não desapareceu, tampouco morreu. Eles se organizaram em meu peito; tipo: sentimentos paralelos. Ah! Como é grande meu primeiro amor!

Mas, meu novo amor não é menor, não e menos intenso, é tão magnânimo quão. Não se contenta com segundo lugar, impõe sua presença, sua magnitude, sua força. Não se põe adiante do outro, nem atrás, a cima e nem tão pouco abaixo. Transparentemente se coloca em patamar de igualdade.

Às vezes fico pensando analisando esses meus dois grandes amores. Nisso, tiro conclusões como, por exemplo, a certeza de que não são mútuos.

Porem isso não me entristece, pois meu saudável amor não tem interesse algum em relação... Sinto-me feliz em amar, com a certeza, de que tenho dois grandes e sinceros amores. Nesse caso a reciprocidade não tem a menor importância apenas amo e sei que estes meus amores serão eternos.

Nas minhas análises também concluo que às vezes sou injusto. Pois estou sempre com uma, me dedicando, dando a cada dia o melhor de mim. Enquanto da outra, tenho apenas lembranças e saudades. Lembranças da infância, dos tempos de escassez e de fartas alegrias. Pois o que faltava em bens de consumo e luxo, sobrava em disposição par viver cada momento com imensurável alegria. Ah! Como eu era feliz! E eu sabia.

Mas, estou feliz com meus dois amores. Qualquer hora eu volto a minha querida Lagoa, mato toda esta saudade, reponho as energias positivas revivendo os bons tempos de criança. E, retorno a minha amada Ipubi com toda disposição necessária à continuidade da luta por um futuro de glorias.

 Portanto o amor por minha querida Ipubi não me impõe esquecer a minha amada Lagoa, meu berço, meu natural, a minha terra natal.

 

Prova de amor

 

 

Infinito e imensurável é o amor que sinto por ti.

Como prova desse amor: dar-te-ei o que pedires.

Se quiseres uma estrela, dar-te-ei uma constelação.

Se me pedires um verso de amor, dar-te-ei uma canção.

Se quiseres o meu amor, dar-te-ei meu coração.

Ao levá-lo, o acompanho, para alimentar minha paixão.

Mesmo seu escravo sendo, será uma satisfação.

Depois de ao seu lado estar, não mais terei solidão.

Sei que não vais me deixar, até decorei meu mantra,

De, a cada novo dia eu sempre reconquistá-la.

Com todo amor, muito carinho, juro, serei bom amante.

Porem não precisa temer, será boa minha companhia.

Sou romântico, carinhoso, amar-te-ei todos os dias

Mulher

Mulher

 

Sei que Deus fez a mulher,

Para ao homem comandar,

Pela cor da sua pele,

Ou pelo seu rebolar,

Seja por suas caricias,

Ou simplesmente um olhar.

 

Negra do cabelo duro,

De lindo sorriso marfim,

Só serei feliz eu juro,

Quando v olhares pra mim.

 

Mulata do cabelo esticado,

Do corpo cheio de curvas,

Fiquei mais apaixonado,

Quando a vi dançar na chuva.

 

Cabocla dos olhos negros,

Do cabelo cacheado,

Está me tirando o sossego,

Com este seu rebolado.

 

Morena dos olhos verdes,

Cabelos negros ondulados,

Quero perder-me nas curvas,

Do seu corpo bronzeado.

 

Branquinha, olhos de mel,

Corpo bem delineado,

Seu amor me leva ao céu,

Por tê-la sou um felizardo.

 

Ruivinha linda, por favor,

Tenha um pouco dó de mim,

Seu sorriso convidou,

Aos seus lábios de carmim,

Dar-te um beijo de amor

Beijo de amor sem fim.

 

De cabelos loiros,

De olhos azuis,

De trança ou com toca,

Você me seduz.

 

A mulher é assim,

Seja negra ou mulata,

Branca, loira, ou morena,

Ruiva, alta, baixa,

Seja grande ou pequena,

O fato de ser mulher,

Faz pra nós os teus servos

A vida vale apena.

Mulher brasileira

 

 

Esvoaçante ao vento

Cobrindo parcialmente

A beleza reluzente

 

De irresistível feminilidade

Teus sedosos cabelos

Partido ao meio ou ao lado

 

Somado ao brilho insinuante

Dos teus Lindos e penetrantes

Olhos meigos e brilhantes

 

Tornar um tanto discreto

O doce sabor do pecado

Levemente Insinuado

Por teus magníficos

Carnudos e macios lábios

 

Toda a sua grandeza

Tornam as minúsculas, lindas

 Porem tão desnecessárias

Vestes que se valorizam

Ao vestir rara beleza

Presente da nature

 

Para tudo lá vem ela

Nada mais faz sentido

Rua vira passarela

Neste momento único

A  vida fica mais bela

 

Um gesto  fundamental

Mesmo que Por um relance

Deliciar se com a mais

Linda e escultural

Singela e monumental

Grande presente dos deuses

Oferenda natural

 

Aos teus servos

Simples e pobres mortais

Que se tornam especiais

Nessa  hora de olhar

Contemplar admirar

E até mesmo de sonhar

Que tem queira ou não queira

Consigo a maior riqueza

Tua inquestionável beleza

Linda Mulher brasileira

Devoção

 

 

Ao brilho do sol

A luz da lua

A minha amada

Fica mais iluminada

Aos meus olhos tu és

A estrela mais linda

Percebo a te fitar

O sol a se ofuscar

Ao dares o ar

De tua graciosa presença

 

Ser agraciado por teu olhar

É infinitamente prazeroso

Quão generosa foi à natureza

Contigo Comigo

Contigo por ter a beleza

Que antes de ti

Só as deusas fora concebida

Comigo pelo imenso privilegio

Pela luz do meu olhar

Para fitar-te

Incessantemente

Maravilha brasileira

 

 

Com sotaque nordestino

Litorâneo bronzeado

Também desperta fascínio

Com seu branco preservado

 

Tendo ou não tendo sotaque

No Norte ou no Centro Oeste

Seja no Sul ou no Sudeste

Todas têm o seu destaque

 

Dançando samba ou baião

Vaneirão ou gafieira

Grato à miscigenação

Da serra do brejo ou sertão

Sua marca é sedução

Maravilha brasileira

Do fundo do meu coração

(João Rodrigues)

 

Te amo, te quero,

 Me desespero

Quando não estais.

Te amo,  de verdade,

Contigo eu quero ter felicidade. 

 

 

Meu bem esse amor

Não dar mais pra esconder,

Te amo demais

Sem ti não sei viver

Se por algum motivo,

Fico longe de ti,

Saudade me machuca

Até nem sei sorrir:

Por que eu te amo, com toda a força do meu coração

Meu bem eu te amo, te amo do fundo do meu coração.

Nosso amor é um sucesso

(João Rodrigues)

 

Eu quero ter o seu amor,

Só pra mim.

Para não sofrer assim,

Meu benzinho:

Quero ter você comigo,

Quero está sempre contigo,

Te amando até o fim.

 

O que eu sinto por você,

É amor!

Não me deixe confundir!

Se você,

Me amar como eu te amo,

Nosso amor é um sucesso,

Nunca vai chegar ao fim.

Por que não?

(João Rodrigues)

 

 

Por que não diz que me ama,

Por que não diz que me quer.

Por que não decide de uma vez,

Se quer ser ou não minha mulher.

 

Por que não diz que me ama,

E que o meu amor lhe dar prazer

Por que todo meu calor,

Entregarei só a você.

 

Por que não diz que minha ama,

E se quer viver junto de mim.

Por que não diz que aceita,

O meu coração e tudo em fim.

 

Por que não diz que é verdade

A resposta eu espero...

Quero que você entenda,

Meu amor quanto lhe quero.

Revelação

(João Rodrigues)

 

 

Hoje eu quero revelar toda verdade,

Falar com sinceridade,

O quanto eu gosto de você.

Hoje eu quero revelar o meu passado,

O que aconteceu ao meu lado,

Hoje eu quero lhe dizer.

Fui enganado por alguém, fui desprezado.

E fiquei desesperado sem saber o que fazer.

 

Estou amando você linda moreninha,

Quero que seja só minha,

Eu preciso de você.

 

Estou te amando, estou te amando,

Estou te amando e não quero outro alguém.

Estou te amando, estou te amando,

Estou te amando e não quero mais ninguém.

Sempre te amando

(João Rodrigues)

 

Menina dos olhos verdes,

Eu quero falar contigo.

Menina da pele morena,

Seu corpo é irresistível.

Menina da boca pequena,

Eu quero beijar os teus lábios.

 

Menina dos olhos verdes, pele morena,

Menina de cabelos longos, boca pequena,

Eu quero estar sempre contigo,

Sempre te amando.

Por isso é que a vida inteira, eu vivi sonhando.

Eu quero para sempre te amar

(João Rodrigues)

 

Menina diga onde é que tu estás,

Menina que eu quero te amar,

Eu quero ter o teu amor,

Eu quero sentir o teu calor,

Eu preciso te encontrar,

Eu quero para sempre te amar.

 

Menina diga onde é que tu estás,

Menina que eu quero te amar,

Eu quero ser teu, menina,

Eu quero mudar a tua sina.

Eu quero te mostra como o amor é.

Eu quero te fazer mulher.

 

Então me diga onde é que tu estás,

Menina eu quero te amar,

Eu amo você,

(João Rodrigues)

 

Eu amo você,

Eu amo você meu bem,

Eu amo e não lhe troco por ninguém!

 

Eu amo você,

E só a você, meu bem eis de amar.

Pois só em você encontrei,

O amor que eu vivia a procurar.

 

Eu amo você, eu amo você, eu amo você!

 

Eu amo você,

Eu amo você meu bem,

Eu amo e não lhe troco por ninguém!

 

Meu bem a ternura,

O amor e a pureza,

Eu vejo em você.

Seus olhos tão lindos,

Brilham para mim,

Parece até que escuto eles dizerem:

Eu amo você, eu amo você, eu amo você!

Diversas

Mamãe é tudo!

(João Rodrigues)

 

Mamãe tem um grande coração,

É a melhor coisa de todos os mundos.

Deveria ficar sempre jovem,

Para nos dá emoção

Com os seus carinhos profundos

 

Mamãe é como um cobertor,

Bem macio e muito quente,

Que nos mais frigidos momentos,

Aquece a alma da gente.

Deveria nunca morrer,

Para nos proteger para sempre.

 

Mamãe deveria ser então,

A nossa fada madrinha.

Para em todos os lugares

E em todos os momentos

Dá-nos sua proteção,

Usando a sua varinha

 

Pensando melhor, mamãe é tudo isso:

É eternamente jovem,

Por que aos seus olhos,

Os filhos são sempre crianças

E estão sempre precisando de um carinho,

De uma palavra de esperança

De um cafuné ou de um colo

E ela mesmo velhinha,

Encontra força, disposição e inesgotável paciência,

Para atender a essas nossas carências.

 

Mamãe é fada madrinha

E como se usasse magia

Protege-nos sempre,

Em todos os lugares

E em todos os momentos

Com a força do seu amor

E da sua oração que são as armas mais poderosas do mundo.

Tendo a mãe um imensurável poder dado por Deus

Que da proteção de mãe também precisou

Quando a terra habitou

Através do seu filho nosso senhor

Jesus Cristo salvador.

 

Mãe é pra sempre,

Aquece-nos a alma eternamente.

Porque mesmo depois de partir,

Ela continua presente em nossos corações

E se torna um cobertor de emoções

Aquecendo-nos através do nosso pensamento

E das nossas lagrimas que derramamos com saudade

Do amor mais puro

Do nosso porto seguro.    

 

Em fim, mamãe é tudo que precisamos, e às vezes nem nos damos conta de que temos essa preciosidade!

 

A força da união

(João Rodrigues)

 

 

Vamos nos dar as mãos,

Vamos viver em união.

Vamos promover a paz,

Vamos cantar nossa canção.

 

Vamos meus irmãos, vamos nessa

Unidos somos fortes à beça.

Unir a nossa força e a esperança,

Pra ser protagonista nessa peça.

 

Vamos nos dar as mãos,

Vamos viver em união.

Vamos promover a paz,

Vamos cantar nossa canção.

 

Vamos unir os nossos sonhos,

Para torná-los realidade.

Vamos praticar boas ações,

 

Isso é plantar felicidade.

Saudade da minha terra

(João Rodrigues)

 

Quanta saudade que eu sinto da minha terra,

Ai que saudade dos meus antigos amores,

Sinto saudade daquela linda palmeira,

Ai que saudade, eu sinto da minha ribeira.

 

Quanta saudade daquela terra tão boa,

Sinto saudade da cidade de Lagoa,

Estou com vontade de rever os meus parentes

E toda aquela gente,

Que a muito tempo não vejo.

 

  

Quanta saudade daquela terra tão boa,

Sinto saudade da cidade de Lagoa,

Estou com vontade de rever os meus amigos,

Beijar aquelas gatinhas é tudo que mais desejo.

 

Quantas lembranças do meu tempo de criança,

Quanta travessura aprontava por ali...

Jamais esqueço o encontro das águas

Do Riacho Grande, com o Riacho Taquari. 

 

Quanta saudade daquela terra tão boa,

Sinto saudade da cidade de Lagoa,

Estou com vontade de rever os meus amigos,

Beijar aquelas gatinhas é tudo que mais desejo.

 

Quanta saudade daquela terra tão boa,

Sinto saudade da cidade de Lagoa,

Estou com vontade de rever os meus amigos,

Beijar aquelas gatinhas é tudo que mais desejo.

Lagoa em versos de Cordel

(João Rodrigues)

 

Os meus tempos de criança

Não me saem da lembrança

Afinal na doce infância

Quem não gosta de pensar?

 

Nos bons tempos de menino

Às vezes me imagino

E me ponho a chorar

 

Pois nostálgicos são meus sonhos

Mas os versos que componho

Dão-me azas pra voar

E até viagem ao tempo

Permitem realizar.

 

Outro dia num momento

Perdido em pensamentos

Eu coloquei os sentidos

Na minha terra natal

 

Lembrei daquelas pedreiras,

Do riacho e da palmeira

E outras coisas do lugar.

 

Pois alegres são meus sonhos

E os versos que componho

Dão-me azas pra voar

E ao mundo de fantasias

Permitem-me retornar

 

Recordo coisas tão boas

Na cidade de Lagoa

Ó meu querido lugar

 

As lindas manhãs de orvalho

Quando eu corria nos campos

E as lindas noites de lua

Que deitava na soleira

E olhava No céu as estrelas.

 

Porque românticos são meus sonhos

E os versos que componho

Dão-me azas pra voar

E as lindas canções de outrora

Também me faz recordar.

 

Lembro-me do Grupo Escolar

Mons. Valeriano Pereira

E do Colégio Frei Bruno

As escolas pioneiras

 

Sei que hoje na cidade

Já existem outras mais...

Porem os anos setenta

Tão lindos não voltam mais.

 

 

Mas culturais são meus sonhos

E os versos que componho

Dão-me azas pra voar

E as escolas desta vida

Não me deixam descartar.

 

Na chegada de Lagoa

Ver-se a Igreja de São José

Padroeiro da cidade

Onde resplandece a fé

 

Lembro a Assembléia de Deus

Que é também muito antiga

E a muito vem pregando

Sabias palavras da Bíblia

 

Pois cristãos são os meus sonhos

E os versos que componho

Dão-me azas pra voar

Também mostram que devemos

Seguir Cristo redentor que veio pra nos salvar.

 

Lembro o futebol na várzea

As corridas de argolinhas

A natação nos riachos,

E açude de barroquinha.

 

Lembro as nossas cantorias

Nos desafios de rimas

A se voltassem esses dias.

 

Porque Poéticos são meus sonhos

E os versos que componho

Dão-me azas pra voar

E as leituras de cordel

Também me faz recordar

 

Vertentes, lagoa de cima,

Taquari, Malhada de areia

Exuí e Pai João;

Cabeça da Onça, Cachoeira Velha,

Tabuleiro e Logradouros: Retratos do meu sertão;

 

Descendo a Várzea da Ema,

Cachoeira, e Micaela

É gostoso recordar

 

Porque Geográficos são meus sonhos

E os versos que eu componho

Dão-me azas pra voar

E por todo meu sertão

Permitem-me passear.

 

Em fim estou encerrando

Meus queridos conterrâneos

Mas quero homenagear

Com estes modestos versos

A cidade de Lagoa, no sertão da Paraíba

Meu berço e torrão natal.